Edital distribui R$ 1,2 milhão para ONGs que atuam na área da saúde

As inscrições terminam no dia 04/06/2018 às 18h.

Até dez organizações serão beneficiadas; intenção é fortalecer as instituições

Foi aberto no dia 16/04 o maior edital privado do Brasil para beneficiar ONGs de saúde. Serão R$ 1,2 milhão distribuídos para até dez organizações sociais da área, sem distinção de porte, área de atuação ou região do Brasil.

Quem pode participar?

  • ONGs que ofereçam serviços de saúde de forma gratuita a populações em situação de vulnerabilidade social, em qualquer parte do Brasil.

As inscrições serão aceitas até o próximo dia 4 de junho e os resultados serão divulgados em julho. Serão três etapas de avaliação e R$ 120 mil distribuídos  por organização. As ONGs selecionadas também irão receber uma capacitação em arrecadação de recursos e terão seus trabalhos divulgados.

Embora exista a exigência de uma proposta objetiva de investimento do prêmio, a intenção do edital é fortalecer estruturalmente as organizações e não somente patrocinar projetos isolados. Entre os critérios de avaliação dos projetos, estão acesso, viabilidade, sustentabilidade, custo-benefício, excelência, mobilização, clareza, e  relevância.

Acesso: O plano deve contemplar o máximo de atendimentos de forma gratuita, priorizando os pacientes mais necessitados.

Viabilidade: A proposta de ação deve respeitar um prazo máximo de 12 meses entre a alocação de recursos e a concretização do plano técnico.

Sustentabilidade:A organização deve prever um plano de continuidade par as ações viabilizadas pelos recursos advindos do edital.

Custo-benefício: As propostas devem visar sempre o maior potencial de impacto pelo menor aporte de recursos, de modo a maximizar os resultados da ação.

Excelência:As organizações devem apresentar histórico de atuação sólido, alta capacidade organizacional e de gestão de recursos.

Mobilização: É desejável que as organizações sejam competentes na mobilização de apoiadores e multiplicadores das ações que empreende.

Clareza:O plano apresentado deve ser claro e objetivo, tanto do ponto de vista estratégico, quanto da viabilidade técnica e orçamentária.

Relevância: É de fundamental importância considerar a importância do plano dentro do contexto social em que se insere.

Para se inscrever, os representantes das ONGs devem acessar o site editalcuidarmais.prosas.com.br e preencher um formulário de candidatura. O site também apresenta o regulamento completo e um canal para tirar dúvidas das instituições candidatas. Serão exigidos documentos, informações sobre a instituição e um plano detalhado de utilização dos recursos.

Os recursos do chamado edital Cuidar+ virão da venda da revista “Sorria”, um projeto socioeditorial de arrecadação de microdoações no varejo, uma parceria entre a editora MOL e a RaiaDrogasil. Em dez anos, o projeto destinou mais de R$ 19 milhões para ONGs dos setores de saúde e educação.

FONTE: Observatório 3º Setor

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *