SINIBREF informa: Doações de renúncia fiscal a instituições filantrópicas podem ser destinadas até dia 30 de dezembro

Você sabia que as doações via Renúncia Fiscal de pessoas físicas e jurídicas têm se tornado uma fonte importante de recursos para as organizações filantrópicas? Em 2018, a Receita Federal recebeu 637 mil declarações de Imposto de Renda no Paraná. Do total declarado, as doações deduzidas somaram quase R$ 8,6 milhões, a partir de regulamentações das leis federais, estaduais e municipais.

Para os contribuintes, é possível destinar uma parcela do IR 2019 até o dia 30 de dezembro. As doações podem ser utilizadas por instituições de caráter social, como o Hospital Angelina Caron (HAC), que realiza 93% de seus atendimentos pelo SUS.

De acordo com os dados oficiais da Receita, o valor arrecadado no Estado representa apenas 4,92% do total que poderia ser doado. Isso significa que R$ 172 milhões deixaram de ser destinados a projetos sociais pelos contribuintes que poderiam escolher o destino de parte de seu Imposto de Renda devido.

Pessoas físicas com formulário de declaração completo podem doar até 6% do imposto devido ao Fundo da Infância e da Adolescência (FIA). Já pessoas jurídicas têm a oportunidade de destinar até 9% da declaração por lucro real a seis projetos distintos, sendo 1% ao FIA.

R$ 23,5 milhões em dois anos

Com o apoio de 120 parceiros privados a três grandes projetos de renúncia fiscal – FIA, Fundo do Idoso e Pronas (Programa Nacional de Apoio à Atenção da Saúde da Pessoa com Deficiência) –, o HAC investiu R$ 23,5 milhões nos últimos dois anos. Entre os novos serviços, o HAC inaugurou Centro Integrado de Recuperação Neurológica, que reúne equipe multidisciplinar e oferece de forma gratuita tratamentos para pacientes com sequelas neurológicas retomarem sua independência funcional.

Sobre o Hospital Angelina Caron 

O Hospital Angelina Caron está localizado na cidade de Campina Grande do Sul, na Grande Curitiba (PR). De caráter eminentemente social, o local é um centro médico-hospitalar de referência no Sul do País e um dos maiores parceiros do Sistema Único de Saúde (SUS) no Paraná. Realiza, anualmente, 2,07 milhões de procedimentos em pacientes de todo o país. Atua em todas as vertentes da medicina e é um centro tradicional de fomento ao ensino e à pesquisa.  O setor de transplantes é um dos mais destacados, reconhecido internacionalmente, com cerca de 300 procedimentos por ano nas áreas hepática, renal, reno-pancreática, cardíaca e de tecidos corneanos. 

FONTE: Talk Assessoria de Imprensa e Comunicação/17/12/2019

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *